DNIT deve retirar sedimentos do Madeira para garantir o transporte de cargas durante a seca


No período de seca são formados bancos de areia no rio. Com isso, o transporte hidroviário corre o risco de sofrer interrupções

PORTO VELHO, RO - O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) iniciou neste mês um novo ciclo de dragagem do Rio Madeira. Os trabalhos devem garantir o transporte de cargas pelo rio durante o período da seca.

Segundo o DNIT, no período de seca são formados bancos de areia no rio. Com isso, o transporte hidroviário corre o risco de sofrer interrupções. O trabalho de dragagem deve evitar tais transtornos.

Atualmente, o transporte de cargas pelos rios é mais econômico, menos poluente e tem índice de acidentes menor.

O Rio Madeira é um dos principais eixos logísticos do norte do Brasil. O objetivo das obras é garantir a manutenção do canal de navegação com largura e profundidade adequados, inclusive durante o período de estiagem.

A previsão do Departamento é que seja dragado um volume de 1,3 milhão de metros cúbicos de sedimentos até o fim de junho. Os trabalhos devem ser executados nos segmentos de Cujubim, Curicacas, Papagaios, Miriti e Manicoré em Rondônia e Amazonas.

Esses pontos de dragagem foram definidos em planejamento executivo antes do início dos serviços, com base nas batimetrias mais recentes e diálogo com usuários da hidrovia.


Fonte: Diário da Amazônia
DNIT deve retirar sedimentos do Madeira para garantir o transporte de cargas durante a seca DNIT deve retirar sedimentos do Madeira para garantir o transporte de cargas durante a seca Reviewed by REDAÇÃO on maio 16, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.