Tebet: “Depois do 2º turno, eu tive consciência do que é uma rejeição"

A senadora, que disputou a Presidência da República pelo MDB, comentou as críticas que passou a receber após ter apoiado Lula. Foto: Adriano Machado/Crusoé

Porto Velho, RO - Simone Tebet (foto) falou, em entrevista ao Fantástico nesse domingo (20), sobre as críticas que passou a receber após ter declarado apoio a Lula (PT) no segundo turno. A senadora, que disputou o Planalto pelo MDB e ficou em terceiro lugar, afirmou que, depois de se aproximar do petista, teve consciência do que é uma rejeição.

“Depois do segundo turno, eu tive consciência do que é uma rejeição. Foi a decisão mais arriscada de toda a minha vida política, porque eu nunca estive do lado do PT, mas sempre estive do lado da democracia. Todo mundo fala que a gente é fruto do meio. eu falo que a gente é fruto do meio e do tempo em que a gente nasceu”, disse Tebet.

Sobre a possibilidade de concorrer à Presidência da República em 2026, a emedebista afirmou:

“Eu acho que a nossa missão não terminou. Essa frente precisa ser ampliada para que em 2026, seja quem for o próximo presidente da República, seja um presidente democrata, de preferência uma mulher. Não precisa ser eu. Quem sabe uma mulher negra, para mostrar a cara do Brasil.”



Fonte: O Antagonista
Tebet: “Depois do 2º turno, eu tive consciência do que é uma rejeição" Tebet: “Depois do 2º turno, eu tive consciência do que é uma rejeição" Reviewed by Redação on novembro 22, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.