Acir Gurgacz se despede do Senado após 16 anos




Porto Velho, RO - “A vida é feita de ciclos, e cada um tem seu tempo certo, trazendo experiências que preparam para o próximo desafio”. Com essa frase, Acir Gurgacz (PDT-RO) iniciou seu discurso de despedida do Senado nesta terça-feira (20). Com o mandato chegando ao fim em 2022, ele disse ter sensação de dever cumprido e que mantém a disposição de continuar trabalhando por Rondônia e pelo Brasil. Gurgacz tem 22 anos de vida pública — 16 deles como senador, em dois mandatos consecutivos.

Gurgacz lembrou que já havia se despedido na segunda-feira (19) da Comissão de Agricultura do Senado (CRA), que ele presidiu por dois anos. Ele agradeceu a Deus, pela saúde, pela perseverança e pela sabedoria, e a familiares como o pai, Assis, a mãe, Nair, e a esposa, Ana Maria.

— Toda a minha família tem sido meu alicerce e sempre me dá uma força muito grande para seguir trabalhando, mesmo nos momentos mais difíceis. Envio um agradecimento especial também à querida população do meu estado de Rondônia, que me deu voto de confiança e a honra de ser senador da República por dois mandatos. Creio que consegui retribuir com muito trabalho, obras, projetos e políticas públicas que levaram resultados positivos para a vida de cada rondoniense e para a economia de nosso estado e de todo o nosso país.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, parabenizou Gurgacz:

— Quero, em nome da Presidência do Senado, cumprimentá-lo por sua dedicação, por seu trabalho, sua lhaneza, gentileza, educação e trato com os demais colegas senadores. Testemunhei seu trabalho na defesa das boas causas do Brasil e do estado de Rondônia. O Senado sentirá muita falta de Vossa Excelência e, como seu colega e presidente da Casa, mas sobretudo como seu amigo, lhe desejo votos de muito sucesso e muitas alegrias na sua vida. Tenha nesta Casa a sua casa. E quando aqui estiver, fora de seu mandato, obviamente será recebido por todos com muito carinho.

Vários outros parlamentares destacaram a atuação de Acir Gurgacz. Entre eles, o senador Eduardo Braga (MDB-AM), que ressaltou conhecer o colega há mais de 30 anos. Mencionando a parceria dos dois quando o senador pelo Amazonas presidiu a Comissão de Infraestrutura (CI), Braga disse que Gurgacz é um “construtor de amigos”.

— Quero deixar meu abraço ao amigo, cidadão, pai de família, ser humano e político que durante 16 anos serviu ao Brasil e ao estado de Rondônia no Senado. Sempre com muita habilidade e jeito educado e gentil na construção de soluções desafiadoras. Vossa Excelência deixará muitos amigos aqui, assim como tem feito ao longo de sua história.

O senador Chico Rodrigues (União-RR) declarou que Acir Gurgacz tem uma postura de companheirismo e dedicação parlamentar que serve de referência aos outros. Rodrigues também destacou que o colega deixará saudades, mas afirmou ter certeza de que o espírito público de Gurgacz o trará de volta ao Senado Federal.

— Vossa Excelência não está se aposentando; está dizendo um “até breve”. Tenho acompanhado sua trajetória, dedicação e amor pela causa que defende. Vossa Excelência se dedicou nesta Casa aos interesses do Brasil. Vi sua precisão cirúrgica ao chegar religiosamente às 8h da manhã para presidir a Comissão de Agricultura, mostrando seu interesse em defender a atividade agropecuária, que representa quase 30% do PIB [Produto Interno Bruto] nacional.

A senadora Kátia Abreu (PP-TO) cumprimentou Gurgacz, a quem chamou de “amigo de oito anos para a vida toda”. E declarou que momentos difíceis não tiraram dela a convicção de que ele “é um homem de caráter e cuja amizade traz orgulho”.

Já o senador Rogério Carvalho (PT-SE) disse que Acir Gurgacz foi uma grata surpresa, adquirida ao longo dos últimos quatro anos. Rogério classificou o colega como “democrata que deixará um legado para o Senado por seus posicionamentos”.

— Temos muitos políticos "velas": aqueles que o vento leva. E há os políticos que vão adiante, buscam o vento para levar o barco aonde ele precisa ir: o barco deste país, que precisa crescer, se desenvolver e diminuir a miséria e a fome. Ao longo do seu mandato, Vossa Excelência cumpriu essa tarefa. Em todos os momentos, assumiu posições, com ganhos e desgastes, como deve ser o político que verdadeiramente tem um papel na política e na representação — declarou Rogério.


Fonte: Agência Senado

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu