Conselho do Desenvolvimento Econômico aprova incentivo tributário à indústria que vai se instalar em Vilhena

A indústria se compromete realizar R$ 11.2 milhões de investimento fixo, além da geração de novos empregos

Porto Velho, RO -
O Conselho de Desenvolvimento do Estado – Conder, realizado pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico – Sedec, aprovou o incentivo tributário de 80% para uma empresa do segmento de preparação de subprodutos do abate, que em seu projeto se compromete em realizar R$ 11.2 milhões de investimento fixo. A aprovação aconteceu durante a 80° reunião ordinária, realizada no Palácio Rio Madeira.

De acordo com o secretário da Sedec, Sérgio Gonçalves, todas as vezes que uma nova indústria se instala no Estado, todos os setores são fortalecidos. “Rondônia é uma terra de oportunidades, e sempre estaremos trabalhando para facilitar a vinda de novos negócios ao nosso Estado, garantindo o fortalecimento econômico e geração de novos empregos”, destacou o secretário.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, a atividade industrial é fundamental ao desempenho econômico de Rondônia. “O executivo trabalha arduamente para atrair novos negócios para o nosso Estado, em soma disso, oferecemos diversos incentivos, como o Incentivo Tributário, Locacional e apoio financeiro, para efetivar e, consequentemente, instalar grandes negócios em Rondônia”, ressaltou o governador.

A indústria será instalada no Cone Sul, especificamente em Vilhena, que tem em seu projeto, o início de investimento ainda em 2022 e finalização em 2027. O Conder aprova resoluções para o fomento do setor industrial e agroindustrial de Rondônia. São membros os titulares das seguintes instituições: Secretaria de Estado de Agricultura – Seagri, Secretaria de Estado de Finanças – Sefin, Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão – Sepog, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam, além da Federação de Agricultura e Pecuária de Rondônia – Faperon, Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia – Facer, Federação das Indústrias do Estado de Rondônia – Fiero, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia – Fecomércio, Banco da Amazônia – Basa, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu