Lula ignora petistas históricos e gera mágoas

 

Aliados históricos de Lula aguardam uma vaguinha na Esplanada - Foto: reprodução de vídeo.

Porto Velho, RO
 - O presidente eleito Lula já sofre críticas internas de facções do PT por prestigiar derrotados ilustres, como Fernando Haddad, e deixar para trás aliados de fidelidade canina, até com mandato. Poucos simbolizam tanto isso quanto o senador Humberto Costa (PE). Ele tinha a expectativa de retornar ao Ministério da Saúde, mas Lula contou a lorota de que não queria desfalcar o PT no Senado e convidou Nísia Trindade, que não é médica e ainda integra o governo de Bolsonaro, presidindo a Fiocruz.

Lorota tem pernas curtas

Camilo Santana na Educação e Wellington Dias no Desenvolvimento Social expõem a lorota de Lula sobre “não desfalcar o PT no Senado”.

Quando caiu em desgraça

Os problemas iniciaram quando, questionado sobre os casos na Saúde, Costa sugeriu a Lula que perguntasse a José Dirceu e Delúbio Soares.

Rebordosa que não cessa


Desde então Costa é preterido no PT. Lula barrou sua candidatura a prefeito do Recife, em 2004, para favorecer o PSB de Eduardo Campos.

Sem perigo de dar certo

Seria divertido, não fosse trágico, observar uma dezena de futuros ministros convidados para chefiar ministérios que não existem. Sem fazerem a menor ideia sobre estrutura, número de cargos etc.

Fonte: Por Claudio Humberto

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu