Polícia Federal deflagra Operação Náufrago de combate ao tráfico de drogas no porto da capital de Rondônia


Estão sendo cumpridos 19 mandados de prisão preventiva e 33 mandados de busca e apreensão

Porto Velho, RO - A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (30/11/22) a denominada “OPERAÇÃO NÁUFRAGO” visando dar cumprimento a 33 (trinta e três) mandados de busca e apreensão, além de 19 (dezenove) mandados de prisão preventiva, todos expedidos pela 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho/RO.

A investigação visa desarticular uma Organização Criminosa especializada no tráfico interestadual de drogas utilizando o porto da cidade de Porto Velho/RO como base logística da remessa das cargas ilícitas para o Nordeste do Brasil.



O trabalho de investigação teve início em 2021 com a apreensão de 400kg (quatrocentos quilos) de cocaína na cidade de Porto Velho/RO. A partir de então foram identificadas outras duas remessas de cocaína com destino ao Estado de São Paulo, com a apreensão de 442kg (quatrocentos e quarenta e dois quilos) na cidade de Guarulhos/SP e, a segunda, de 200kg (duzentos quilos), na capital paulista, com a prisão em flagrante dos envolvidos.

A investigação realizada pela Polícia Federal demonstrou que os envolvidos remetiam a droga da cidade de Porto Velho/RO ao Estado da Bahia utilizando de uma suposta empresa de transportes de cargas com sede nas imediações do Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP e filial na capital de Rondônia. Por meio de carretas o grupo ainda escoava a droga dissimulada em mercadorias de sapatos através do porto fluvial de Porto Velho/RO.

Além dos mandados de prisão preventiva e busca e apreensão, a 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho/RO decretou o sequestro e indisponibilidade de imóveis, veículos e lanchas de luxo adquiridos pelo grupo com o dinheiro do narcotráfico.

Os indiciados responderão, na medida de sua participação, pelos crimes de tráfico interestadual de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem ultrapassar 44 (quarenta e quatro) anos de prisão em regime fechado.



A operação contou com a participação de 128 policiais federais que cumpriram os mandados nas cidades de Porto Velho/RO, Manaus/AM, Itaituba/PA, Guarulhos/SP, São Paulo/SP e Salvador/BA.

O nome “NÁUFRAGO” faz alusão ao termo utilizado pela OrCrim na ocasião da apreensão da carga de cocaína a ser enviada através da logística portuária.



Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia/RO

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu