Peruanos marcham pela paz enquanto país espera novos protestos

Autoridades do país esperam uma nova onda de protestos

Porto Velho, RO - Milhares de pessoas marcharam no Peru nesta terça-feira (3) pedindo "paz e tranquilidade", enquanto as autoridades do país esperam uma nova onda de protestos após uma pausa nos distúrbios violentos que deixaram 22 mortos e que coincidiram com as festas de final de ano.

Portando uma longa bandeira vermelha e branca, e muitos vestindo a camisa da seleção de futebol do país, os manifestantes desfilaram por algumas ruas de Lima, dias depois de o país sofrer um dos episódios mais violentos dos últimos anos após o impeachment do ex-presidente Pedro Castillo.

Castillo, um ex-professor de esquerda que estava no poder há quase 17 meses, tentou dissolver ilegalmente o Congresso e reorganizar o Poder Judiciário, e acabou sendo removido rapidamente pelo Legislativo em resposta.

"Este é um grito do povo peruano, o que queremos é paz. São milhões de peruanos e poucos são vândalos, eles não vão tomar o nosso país pela violência, por isso estamos aqui", disse Mónica Sánchez, uma das manifestantes.

Outras marchas foram registradas nas cidades de Arequipa, no sul, e em La Libertad, no norte, segundo a televisão local.

A manifestação denominada "Grande Marcha pela Paz" foi organizada por grupos conservadores. O evento também havia sido convocado pela polícia, mas a instituição retirou o apoio em meio a críticas a suposta interferência em passeatas políticas que polarizaram o país.

Depois que Castillo foi deposto em 7 de dezembro, sua vice-presidente Dina Boluarte assumiu o poder e anunciou um governo de transição até a realização de eleições antecipadas, inicialmente marcadas para abril de 2024.

Castillo, de 52 anos, cumpre prisão preventiva por 18 meses enquanto é investigado pela promotoria por suposta "rebelião e conspiração" contra o Estado.


Fonte: Reuters *

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu