Prefeitura ultrapassa meta de 150 quilômetros de asfalto em Porto Velho durante o ano

Cerca de 68% do asfalto contemplou ruas de bairros da zona Leste da capital

Porto Velho, RO - "Onde o asfalto não chegou, ele vai chegar": essa foi uma das frases mais usadas pelo prefeito Hildon Chaves ao anunciar as obras de pavimentação pela capital durante 2022. Antes do ano terminar, a meta estabelecida através da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (Semob) foi ultrapassada.

O objetivo era alcançar a marca de 150 quilômetros de asfalto, capa nova, principalmente em bairros das zonas Leste e Sul, mas antes mesmo das festividades natalinas, trabalhos realizados por equipes da secretaria e através de licitação, ultrapassaram essa marca.

"Empenho, dedicação e união entre as equipes fizeram total diferença no trabalho realizado pela Semob em 2022. Assim como temos as equipes que realizam os reparos mais simples, como os tapa-buracos, temos os servidores que acompanham o que precisa ser feito e é comunicado tanto pela população, quanto por quem está nas frentes de trabalho pela cidade.

Foi assim que ultrapassamos a nossa meta antes mesmo do ano acabar e parabenizamos sempre nossos servidores, que se mantêm diariamente empenhados nessa missão, que é melhorar a nossa cidade", diz o titular da Semob, Diego Lage.

QUALIDADE DE VIDA


Uma das principais vias de acesso à zona Sul, a Rua Três e Meio também foi recapeada

Ao todo foram 17 bairros que receberam a capa nova de asfalto em 2022. O total de ruas chega, de acordo com dados da Semob, a mais de 285, com uma extensão total de aproximadamente 68,6 quilômetros.

O bairro que mais recebeu pavimentação foi o Rosalina de Carvalho, localizado na zona Leste de Porto Velho, que teve 76 ruas asfaltadas. Em segundo lugar ficam os bairros Floresta e Nova Floresta, na zona Sul, com 64 ruas; bairro Socialista, com 52 ruas e bairro Lagoa, com 36 ruas e ainda tem obras em andamento. Os bairros Nova Floresta, Cohab, Igarapé, Aeroclube, Jardim Santana e vários outros também receberam pavimentação.


Antes do asfalto, foi feita drenagem e a construção de galerias onde necessário

As ruas que já eram asfaltadas também receberam atenção especial em 2022. O residencial Cristal da Calama, inaugurado há quase cinco anos, foi entregue asfaltado aos moradores mas as condições já deixavam a desejar. Contudo, neste ano, 36 ruas da primeira etapa do residencial receberam o recapeamento.

"Estávamos em um ponto que nem os carros de motoristas por aplicativo e os ônibus entravam no residencial. Tínhamos que percorrer grande parte do trajeto a pé, até a rua Goianésia, para ter acesso ao transporte. Nosso pedido foi feito e prontamente atendido", diz a presidente da Associação dos Moradores do Cristal da Calama (AMCC), Diulia Passos.

Ao todo, 18 bairros receberam o recapeamento em 2022. Além do Cristal da Calama, os bairros que mais tiveram ruas recapeadas foram os bairros São João Bosco, Aponiã, Pedrinhas e Planalto. Ao todo foram 140 ruas recapeadas, com extensão que chega a mais de 88 quilômretros. Bairros como o Planalto, Costa e Silva, Vila Eletronorte, Baixa União, Ulisses Guimarães, São Francisco, entre vários outros, receberam o recapeamento.

Avenidas principais, que dão acesso às zonas Leste e Sul de Porto Velho, também receberam o recapeamento, entre elas a Plácido de Castro, rua Três e Meio e a rua Pau Ferro.

GRANDES OBRAS


Na avenida Calama foram feitos mais de dois quilômetros de asfalto

Uma conquista dos moradores do Cristal, do bairro Planalto e dos arredores foi a obra de drenagem e pavimentação da avenida Calama, que foi concluída. Ao todo são 2,5 quilômetros de asfalto, além da drenagem pluvial profunda, meio-fio e sarjeta, o próximo passo na obra.

"A equipe que fez a drenagem da via era uma empresa terceirizada, que entregou o serviço dentro do prazo estipulado em contrato. Com isso a previsão era de que logo a empresa chegasse a pelo menos 80% de conclusão da drenagem, as equipes da Semob dariam início à pavimentação e isso se cumpriu", diz o secretário Diego Lage.

Outra obra aguardada é a nova Estrada dos Periquitos, que já atingiu mais de 60% de conclusão. Serão 2,4 quilômetros de via pavimentada e que gera expectativa tanto para moradores, quanto para comerciantes. O objetivo é, além de fomentar a economia da zona Leste da capital, transformar em um ponto de atividade física, com pista de caminhada e academia ao ar livre. O trabalho na Estrada marca o fim da poeira e da lama que assolava os moradores do local.

A galeria pluvial construída na avenida Guaporé deu início ao trabalho de drenagem e pavimentação no bairro Igarapé, onde os moradores esperam a melhoria por mais de 30 anos. A previsão é de que mais de 10 quilômetros de asfalto sejam executados no bairro, o equivalente a aproximadamente 20 ruas, com serviço executado através de empresa terceirizada. O investimento estimado é de R$ 17 milhões.

Foram mais de 30 bairros beneficiados com asfalto, mais de 420 ruas atendidas, o que totaliza mais de 156 quilômetros de asfalto distribuídos entre a zona Leste, que recebeu mais de 68% desses trabalhos; seguido da zona Sul, com 17,2%, e do Centro com 14,5%.

"A nossa secretaria é referência para outros municípios e o nosso objetivo é de que em 2023 esse trabalho seja cada vez mais reconhecido. Junto ao Governo do Estado com o projeto 'Tchau Poeira' nosso objetivo é pavimentar toda a malha viária de Porto Velho, algo que a população merece há muito tempo", conclui o secretário.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu