Mediação Tecnológica de Rondônia reforça desenvolvimento de projetos educacionais

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Mediação Tecnológica de Rondônia reforça desenvolvimento de projetos educacionais


A participação dos estudantes nos projetos pedagógicos está dando resultado no projeto Clube da Leitura

Porto Velho, RO - Com o objetivo de atender e igualar as oportunidades para estudantes que residem em áreas rurais, comunidades quilombolas, reservas extrativistas, comunidades indígenas e áreas de fronteira, a Mediação Tecnológica, implantada pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação – Seduc desde 2016, tem atendido cerca de 6 mil estudantes do Ensino Médio, nas 18 Coordenadorias Regionais de Educação – CREs, contemplando 318 salas de aulas. A central de mídias, localizada em Porto Velho é responsável por planejar, produzir e transmitir aulas diariamente, em cumprimento ao calendário letivo.

Desde 2019, as videoaulas e demais produções têm sido disponibilizadas ao público, por meio do canal da Mediação Tecnológica no YouTube:

https://www.youtube.com/channel/UCFF8qjuFRMmg6iLOf4ECmrQ, que conta com 71 mil inscritos.

Segundo a gerente da Mediação Tecnológica da Seduc, Dani Brasil, um dos diferenciais da mediação está na capacitação dos profissionais. “Grande parte dos nossos professores são doutores e os que ainda não são, já estão cursando”, ressaltou.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, a mediação Tecnológica de Rondônia tem um papel importante para impulsionar a educação no Estado. “No âmbito da inovação e tecnologia, estamos desenvolvendo projetos funcionais no tocante às práticas pedagógicas para atender às demandas do nosso público estudantil”, comentou.

A coordenadora da Mediação Tecnológica destaca que, a participação dos estudantes nos projetos pedagógicos está dando resultado no projeto Clube da Leitura, que visa aperfeiçoar o repertório e a produção do texto dissertativo argumentativo (redação) dos alunos e tem alcançado excelentes resultados desde 2018.

Segundo a professora Pura Moreno, idealizadora do projeto, “o clube inicia na sala de aula, concomitante às aulas de Língua Portuguesa, mas tem se expandido para a vida pessoal do estudante, levando o conteúdo destas obras literárias ao lar e se tornando referência para argumentação textual em provas, como a do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem”, reforçou.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários