Otan 'odeia' Zelensky e nunca aceitará Ucrânia no bloco, diz ex-oficial dos EUA

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Otan 'odeia' Zelensky e nunca aceitará Ucrânia no bloco, diz ex-oficial dos EUA

"Eles deixam você levar seu próprio povo para a matança. Eles não gostam de você. Eles não te respeitam. Estão te usando", observou Scott Ritter

Porto Velho, RO - As esperanças do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, de que a Ucrânia seja aceita a Otan são ilusórias, já que o Ocidente secretamente odeia Zelensky e não o respeita, afirmou Scott Ritter, ex-oficial de inteligência do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, declarado no ar U.S. Tour of Duty.

"Ele não percebe que a Ucrânia nunca será um membro da OTAN? Nunca", disse ele. De acordo com o ex-oficial de inteligência, Zelensky não só vive em um mundo fictício e abriga ilusões sobre a adesão à aliança, mas também não entende a verdadeira atitude dos países ocidentais em relação a ele.

"Zelensky, eles te odeiam. Como você pode dizer? Eles deixam você levar seu próprio povo para a matança. Eles não gostam de você. Eles não te respeitam. Estão te usando", observou ele.

Foi assim que Ritter reagiu à questão das garantias de segurança, que Zelensky exigiu antes de tentar se juntar totalmente à Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Por sua vez, o presidente ucraniano Vladimir Zelensky disse que Kiev espera receber um convite claro para aderir à Otan na reunião de julho em Vilnius, na Lituânia.

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmitry Kuleba, o país não aceitará nenhuma outra decisão da cúpula do bloco, exceto um convite para se juntar a ela.

No final de maio, o chanceler russo Sergei Lavrov advertiu durante o discurso no XI Encontro Internacional de altos representantes encarregados de questões de segurança que os países da OTAN estão envolvidos no conflito ucraniano e essa linha irresponsável aumenta a ameaça de um confronto militar direto entre potências nucleares.

Fonte: Brasil247

Postar um comentário

0 Comentários