Pinheiros garante título sul-centro-americano de handebol feminino

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Pinheiros garante título sul-centro-americano de handebol feminino

Paulistas vencem River Plate e levantam taça pela segunda vez

Porto Velho, RO - O Esporte Clube Pinheiros garantiu, no último sábado (10), o bicampeonato sul-centro-americano de handebol feminino, a principal competição do continente na modalidade. Na decisão, a equipe paulista, que sediou o torneio no Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, em São Paulo, venceu o River Plate, da Argentina, por 29 a 26, na prorrogação.

Foi a terceira edição da competição, realizada pela primeira vez em 2019, em Concórdia, Santa Catarina, com o título conquistado pela equipe anfitriã. No ano passado, o torneio foi em Buenos Aires. O Pinheiros levantou a taça, então inédita, ao vencer outro time brasileiro na final, o Clube Português, de Recife.

As pinheirenses chegaram à final deste ano com três vitórias e 94 gols marcados. Na primeira fase, que começou na última terça-feira (6), elas derrotaram o Leonas, do Chile, por 47 a 31 e o Scuola Italiana, do Uruguai, por 26 a 20. Nas semifinais, bateram o Clube Português por 21 a 15, na reedição da final da última Liga Nacional, também vencida pelas paulistas.

Já o River superou o Unimed Sorocaba por 29 a 23 e o Ovalle, do Chile, por 34 a 23 na fase inicial. Na partida que valeu lugar na final, as argentinas fizeram 30 a 17 no Nacional, de São José, Santa Catarina.

O Pinheiros foi para o intervalo com 3 gols de vantagem (13 a 10), mas viu o River tomar as rédeas da partida no segundo tempo, chegando a abrir 4 gols de frente. As brasileiras reagiram nos 7 últimos minutos, igualando o marcador em 24 a 24 nos instantes finais. Restando 20 segundos, a goleira Jéssica salvou o que seria o gol da vitória argentina, levando jogo à prorrogação.

No tempo extra, as paulistas voltaram à dianteira no placar. Jéssica brilhou novamente, salvando 1 chute de 7 metros (equivalente no handebol ao pênalti do futebol) e a equipe da casa, com 3 gols da central armadora Mayara, conseguiu administrar o resultado, garantindo o bicampeonato.

"Ninguém baixou a guarda. Estávamos 4 gols atrás faltando 7 minutos e é muito difícil reverter um placar do jeito que foi. É fundamental acreditar até o final, que dá. Foi o que elas fizeram e na prorrogação tínhamos certeza de que íamos continuar, porque estávamos em um crescente que seria difícil segurar", destacou o técnico Alex Aprile, à assessoria de imprensa do Pinheiros.

O pódio feminino do Campeonato Sul-Centro-Americano foi completado pelo Clube Português, que derrotou o Nacional por 30 a 23, em um duelo 100% brasileiro, também disputado no sábado. Na edição masculina do torneio, que também foi realizada no Pinheiros, entre 30 de maio e 3 de junho, o título ficou com os argentinos do San Fernando, que superaram o Taubaté na final, por 35 a 33, na prorrogação.

Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários