Energia elétrica mais cara em 2024: Como economizar e lidar com o aumento nas contas

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Energia elétrica mais cara em 2024: Como economizar e lidar com o aumento nas contas



Aneel anuncia reajuste de quase 10% para residências e mais de 13% para empresas; Confira dicas para economizar e amenizar o impacto nas contas

Porto Velho, RO - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou um aumento de 9,98% nas tarifas de energia elétrica para residências e 13,31% para empresas e indústrias, entrando em vigor em 13 de dezembro de 2023. O reajuste surpreendeu, superando as previsões da Associação Brasileira dos Grandes Consumidores de Energia (Abrace), que estimava um aumento de 3,91% apenas para 2024.


Fatores do Aumento e Como Funciona o Repasse:


Os principais vilões desse aumento foram os custos relacionados à distribuição de energia e os encargos setoriais, tributos presentes nas contas de luz. A revisão tarifária periódica, realizada pelas distribuidoras, repassa ao consumidor os ganhos de produtividade, mas como isso acontece?


Segundo a Secretaria de Energia Elétrica, o repasse ocorre por meio da aplicação do chamado "fator X" nos cálculos da revisão tarifária periódica, funcionando como um redutor dos índices de reajuste, buscando equilibrar as tarifas para consumidores e investidores.


Dicas para Economizar em 2024:


Com a conta de energia subindo, é hora de adotar práticas mais econômicas. Aqui estão algumas dicas:


Utilize lâmpadas LED: Lâmpadas LED são até 80% mais econômicas que as incandescentes e 30% mais econômicas que as fluorescentes.


Desconecte eletrônicos: Mesmo em stand-by, eles consomem energia. Desconectar os eletrônicos pode representar até 12% de economia.


Aproveite a luz natural: Pinte ambientes com cores claras para refletir a luz solar e reduzir a necessidade de iluminação artificial.


Reduza o uso de aparelhos: Estabeleça metas para reduzir o tempo de uso de aparelhos como chuveiros, máquinas de lavar e ferro elétrico.


Controle o ar-condicionado: Utilize com moderação, alternando com ventiladores para reduzir o consumo.


Economize com a geladeira: Evite acumular gelo, posicione longe de fontes de calor e cheque se a temperatura está adequada.


Desligue o ferro elétrico quando não estiver em uso: Evite ligar e desligar frequentemente para reduzir o consumo excessivo de energia.


Considere placas solares: Investir em placas solares pode gerar economia mensal na conta de luz, sendo uma fonte de energia limpa e renovável.


Ao adotar essas práticas, é possível não apenas economizar energia, mas também reduzir o impacto do aumento nas tarifas anunciado pela Aneel.


Fonte: Redação

Postar um comentário

0 Comentários