Justiça concede liberdade provisória a mulher que matou pastor em Jaci-Paraná

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Justiça concede liberdade provisória a mulher que matou pastor em Jaci-Paraná

Mulher contou que era agredida e abusada sexualmente pelo marido

Porto Velho, RO - A Justiça de Rondônia decretou a liberdade provisória, na última quarta-feira (6), da mulher, de 37 anos, que matou o marido, um pastor identificado como Francisco Vieira Gomes, após um suposto surto. O crime ocorreu em uma residência, na tarde da última terça-feira (5).

A liberdade provisória foi concedida à mulher após uma audiência de custódia. Na ocasião, a esposa do pastor, disse que era agredida com frequência e também era abusada sexualmente. Por fim, disse que surtou no momento de uma discussão com o pastor e logo depois o esfaqueou.

Após a audiência de custódia, o juiz determinou que ela deverá comparecer a todos os atos da ação penal. Também deve manter atualizado o endereço e só poderá mudar de residência com autorização da justiça.

Além disso, o juiz determinou que a mulher não pode se ausentar, por mais de oito dias, de sua residência, sem comunicar a justiça. Caso ela descumpra alguma das medidas, ela terá a liberdade provisória revogada e será presa.

Fonte: SGC

Postar um comentário

0 Comentários