Pronto Socorro João Paulo II registrou uma queda de 30% na ocupação de internações de pacientes no mês de novembro

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Pronto Socorro João Paulo II registrou uma queda de 30% na ocupação de internações de pacientes no mês de novembro



No mês de novembro foram realizados 2.807 atendimentos

Porto Velho, RO - O Pronto Socorro João Paulo II registrou uma queda de 30% na ocupação de internações de pacientes no mês de novembro, em comparação a outubro, resultado do aprimoramento do processo de trabalho, ampliação e melhoramento do Núcleo Interno de Regulação (NIR) da unidade, que foi mediador dessa redução, além de capacitações sobre classificações de riscos com os profissionais. O objetivo é estabilizar e manter um fluxo de atendimentos.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Jefferson Rocha, as cirurgias estão sendo realizadas todos os dias nas unidades hospitalares, os profissionais recebem capacitação e mais médicos estão sendo contratados para oferecer um suporte maior no atendimento às demandas dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Governo do Estado de Rondônia por meio da Secretaria de Estado da Saúde – Sesau, realizou no mês de novembro 2.807 atendimentos no Pronto Socorro, abrangendo clínica médica, cirurgias em traumatologia, exames, entre outros, com o registro de dois óbitos.

FLUXO 

O Pronto Socorro realizou o aprimoramento do Núcleo Interno de Regulação na unidade, implantando o médico regulador e ampliando a equipe do setor, que cumpre o papel de ordenar as entradas de pacientes e suas classificações de risco, oferecendo o serviço necessário para cada quadro clínico. Também implementou o processo de desospitalização, onde o Serviço de Assistência Domiciliar (Samd) analisa os usuários SUS em internação, que podem continuar recebendo os atendimentos médicos em sua própria residência.

A diretora da unidade, Celma Calixto, enfatizou a importância do NIR e Samd na estabilização de entradas no Pronto Socorro. “Essas medidas fazem parte do novo processo de trabalho do hospital, com o objetivo de não deixar pacientes aguardando por atendimento e direcionando para o serviço que precisa. O NIR tem sido o grande fator para esses resultados positivos”, salientou.

O andamento diário de cirurgias tem sido um suporte do fluxo. O Hospital de Retaguarda de Rondônia realizou 367 procedimentos cirúrgicos no mês de novembro, juntamente ao Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, onde foram realizados 423, ou seja, uma média de 26 cirurgias feitas diariamente nas unidades. 

CONTRATAÇÃO

A Sesau contratou 224 médicos em mais de 10 especialidades para atuação nas unidades hospitalares do Estado e impulsionamento de cirurgias no projeto Compartilhando Saúde. O projeto visa a execução de procedimentos de demandas cirúrgicas nos municípios, atendimentos clínicos, contratação de equipes especializadas, assim contribuindo para a redução das filas de espera.

Postar um comentário

0 Comentários