Rondônia renova parceria que amplia ações de enfrentamento à hanseníase no desenvolvimento dos projetos: “Zero Transmissão e Zero Exclusão”

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Rondônia renova parceria que amplia ações de enfrentamento à hanseníase no desenvolvimento dos projetos: “Zero Transmissão e Zero Exclusão”

Reunião selou renovação dos projetos de enfrentamento à hanseníase

Porto Velho, RO - Em uma iniciativa conjunta, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Organização Não Governamental (ONG) “NHR Brasil” unem forças e renovaram a parceria para ações de enfrentamento à hanseníase. O Governo está atento à colaboração estratégica que visa ampliar a conscientização, fortalecendo a parceria com ações desenvolvidas para a quebra da cadeia de transmissão.

O diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima enfatizou a importância da parceria que “visa fortalecer a vigilância epidemiológica, facilitando a coleta e análise de dados para compreender melhor a prevalência da hanseníase em diferentes regiões. Isso permitirá a implementação de estratégias mais direcionadas e eficazes. Tanto a Agevisa quanto a NHR Brasil estão empenhadas em fornecer informações educativas à comunidade, promover campanhas de conscientização e capacitar profissionais de saúde locais”, explicou.

A parceria com ONG NHR Brasil fortalece ações para o diagnóstico precoce, tratamento e enfrentamento ao estigma e à discriminação por meio dos grupos de autocuidado, para inclusão social e socioeconômica, por meio da geração de renda, tendo como exemplos, os projetos já consolidados: Art’Biohans e gastronomia.

TRABALHO DESENVOLVIDO

Segundo diretor da NHR Brasil, Alexandre Menezes, “estamos buscando sobretudo, fortalecer a quebra da cadeia da transmissão da hanseníase, junto ao trabalho que já vem sendo desenvolvido pelo Estado”, destacou.

A coordenadora estadual de programa de combate à Hanseníase, Carmelita Ribeiro Filha argumenta que: “nosso objetivo é alcançar as duas principais metas: “Zero Transmissão” e “Zero Exclusão”. A primeira se dá por meio de ações de busca ativa de casos suspeitos na comunidade e dos contatos de pessoas que trataram ou que estão em tratamento.

Já “Zero Exclusão” prevê a inclusão das pessoas acometidas pela doença, promovendo oportunidade e adaptação ao mercado de trabalho, por meio de projetos de inclusão social e de geração de renda, a exemplo do Projeto de Biojoias e o de gastronomia, com o intuito de reduzir o estigma associado à doença”, disse.

O diretor-geral da Agevisa enfatizou que, a parceria contribui significativamente para a redução da incidência da doença, melhorando a qualidade de vida das pessoas afetadas e fortalecendo a resposta do sistema de saúde à enfermidade.

Postar um comentário

0 Comentários