Três Caixas d’Água e a praça no entorno são símbolos culturais e patrimônio do estado de Rondônia

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Três Caixas d’Água e a praça no entorno são símbolos culturais e patrimônio do estado de Rondônia

As Três Caixas d’Água representam um marco na história de Porto Velho e do Estado

Porto Velho, RO - As Três Caixas d’Água, em Porto Velho, também conhecidas como as Três Marias, bem como a praça ao seu redor, têm um papel cultural e histórico importantes para o Estado. Considerado um dos principais pontos turísticos da Capital, o patrimônio histórico do Governo de Rondônia se tornou palco de eventos e aulas ao ar livre, proporcionando uma experiência única aos alunos da rede pública e privada.

Projetadas e construídas pela empresa americana Chicago Bridge & Iron Works, sediada em Chicago, nos Estados Unidos, as caixas d’água foram instaladas em 1910 e 1912, servindo tanto à população quanto às obras da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, até a década de 50.

O local desperta o interesse e a curiosidade dos visitantes, que têm a oportunidade de conhecer e valorizar as raízes culturais do Estado, explorar a história e compreender como influenciaram o desenvolvimento de Rondônia e moldaram sua identidade.

O titular da Secretaria de Estado de Patrimônio de Regularização Fundiária (Sepat), David Inácio ressaltou que, as Três Caixas D’Água estão instaladas em uma área que pertenceu ao então Território Federal, e que foi transferida ao Governo de Rondônia conforme a Lei Complementar Nº 41, de 22 de Dezembro de 1981. “O Poder Público do Estado fez a cedência para o município de Porto Velho por um período de 20 anos, Cessão de Uso, publicada em 22 de julho de 2022. A partir dessa autorização, o município é o responsável pela preservação do local”, enfatizou.

PONTO TURÍSTICO

O secretário David Inácio destaca a importância das Três Caixas d’Água, que além de ser um ponto turístico de Porto Velho, representa um marco na história da cidade e do Estado. Ao longo dos anos, elas se tornaram um símbolo da luta e do desenvolvimento da região, testemunhando o crescimento e a transformação de Rondônia.

Local tem atraído visitantes interessados em conhecer mais sobre a história

A coordenadora de Patrimônio Imobiliário da Sepat, Laura Betânia dos Santos disse que, a revitalização do patrimônio histórico é importante para preservar a memória da cidade e valorizar sua identidade cultural. Além disso, a requalificação do local pode impulsionar o turismo na região, atraindo visitantes interessados em conhecer mais sobre a história e a cultura de Porto Velho e do Estado de Rondônia.

A coordenadora ressaltou que as Três Caixas d’Água são patrimônio do Governo do Estado e que foi feita a cessão de uso para o município, tendo em vista que as Três Marias são o símbolo da Capital. A preservação do patrimônio público também contribui para a valorização da identidade local e fortalecimento do sentimento de pertencimento da população.

Também explicou que quando o Governo Federal transferiu a área das Três Caixas d´Água, outros imóveis pertencentes ao ex-território também foram transferidos para o Governo do Estado conforme a Certidão de Inteiro Teor, de 09 de Novembro de 1981.

A importância do patrimônio público do Estado vai muito além de sua relevância histórica e arquitetônica. O patrimônio é um verdadeiro tesouro cultural, que conta a história e a identidade da região, além de desempenhar um papel fundamental na preservação da memória coletiva. Ao cuidar desses espaços, o poder público demonstra o respeito e o zelo pela sua história e cultura, transmitindo uma mensagem de orgulho e valorização do que é nosso.

Postar um comentário

0 Comentários