Incentivos do Governo na piscicultura elevam volume de exportação e aquecem nova linha do Agronegócio no Estado

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Incentivos do Governo na piscicultura elevam volume de exportação e aquecem nova linha do Agronegócio no Estado


Carne do Tambaqui oferece diversidade no preparo, fato que chamou a atenção do mercado internacional

Porto Velho, RO - Com o final da edição 2024 da Seafood/Boston, evento que reuniu nos Estados Unidos da América (EUA), os principais atores internacionais do mercado de peixes, dados mostram a importância da promoção do Governo de Rondônia em torno das potencialidades do produto, que tende a se tornar referência no mercado externo. A cultura do Tambaqui rondoniense deu um passo a mais nesse sentido, e se projeta em cenários cada vez mais competitivos mundo afora.

A organização da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) mostra a crescente que o pescado rondoniense registrou entre 2022 e 2023, comprovado que o suporte do Governo de Rondônia, através dos incentivos ressoados em ações internacionais, é fator preponderante ao desenvolvimento e fortalecimento de uma cultura local.

De acordo com os dados compilados pela Sedec, com apoio de informações enviadas por frigoríficos regionais e do Sistema de Consulta e Extração de Dados do Comércio Exterior Brasileiro (COM EXSTAT,), em 2022, Rondônia foi responsável pela exportação de 15 toneladas de pescado, gerando US$ 80 mil em receita.

Produção respeitando o meio ambiente também é levada em consideração pelo mercado

Em 2023, após promoção da carne do pescado, o Estado exportou mais de 580 toneladas de peixes, produção que ultrapassou os US$ 1.549.783,00 milhão. De acordo com o Governo do Estado, o maior mercado que Rondônia possui no setor é os EUA, justamente o país onde o Tambaqui ganhou maior repercussão.

Neste mesmo ano, o Governo de Rondônia fomentou a propaganda da carne do Tambaqui naquela edição da Seafood/Boston. Concorrendo na categoria Food Service, a costelinha de Tambaqui faturou a primeira colocação na disputa com 83 iguarias.

O resultado chamou a atenção de Israel e dos EUA, que demonstram maior interesse na novidade mercadológica vinda de Rondônia.

A expectativa é de que o volume de exportação aumente, tendo em vista o fato de que o Governo do Estado ampliou a promoção da cultura, durante o evento, criando um stand próprio e apresentando um menu variado, que a carne do Tambaqui proporciona, mostrando, ainda, que a produção em cativeiro do pescado fomenta a preservação do meio ambiente e respeita todas as exigências internacionais, no que diz respeito à produção Eco Friendly, tendência mundial em torno do consumo sustentável, respeitando o meio ambiente e entregando resultados positivos à sociedade.

Postar um comentário

0 Comentários