Jovem denuncia mãe que a tornou influencer mas nunca lhe deu 'um tostão'

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Jovem denuncia mãe que a tornou influencer mas nunca lhe deu 'um tostão'

Aos 10 anos fazia sucesso nas redes sociais e chegou a trabalhar com a Disney

Porto Velho, RO - Aos 20 anos, Vanessa (nome fictício) finalmente desmascarou a farsa que moldou sua infância: ser utilizada pela mãe como ferramenta para alcançar fama e fortuna nas redes sociais. Uma história cruel de exploração, onde a recompensa por seu trabalho árduo era apenas a promessa vazia de um futuro melhor.

Na década de 2010, Vanessa era apenas uma das muitas crianças que se tornaram estrelas nas redes sociais, acumulando milhares de seguidores e até mesmo trabalhando com grandes marcas como a Disney. Mas, por trás da fachada de sucesso e popularidade, escondia-se uma realidade sombria: a ganância desmedida de sua mãe.

Ao longo de anos, Vanessa dedicou-se à criação de conteúdo, seguindo as rígidas exigências da mãe. Trabalhava horas a fio, sem qualquer remuneração, enquanto sua mãe embolsava todos os lucros gerados por seu trabalho. A pressão era constante, com a mãe utilizando chantagem emocional para garantir a obediência da filha: "Queres morrer de fome? Queres que não tenhamos dinheiro para pagar a renda da casa?".

Mesmo com apenas 10 anos, Vanessa já percebia que sua vida era diferente da de seus amigos. Mas foi apenas recentemente que ela compreendeu a verdadeira natureza da situação: seu trabalho era equivalente a um emprego de tempo integral, sem qualquer direito ou recompensa.

"Minha mãe me fez acreditar que havia uma recompensa no futuro. Ela sempre dizia que o dinheiro dos patrocínios era para cobrir nossas necessidades básicas, e isso era suficiente", relata Vanessa, com amargura na voz.

Sua história, agora exposta na revista Cosmopolitan, serve como um alerta para os perigos da exploração infantil nas redes sociais. Uma realidade cruel, onde crianças são usadas como instrumentos para ganho pessoal, sem qualquer proteção legal ou reconhecimento de seus direitos.

Fonte: Notícias ao Minuto

Postar um comentário

0 Comentários