O dia 22 março na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

O dia 22 março na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

O DIA NA HISTÓRIA

22.3.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque

69 99910 8325

RONDÔNIA

1925 – Comerciantes de Guajará-Mirim se cotizam para ajudar várias famílias, cujas casas foram destruídas por um incêndio, bem na zona central da cidade.

1985 – O PMDB confirma: o deputado Angelo Angelin é o nome da coligação com o PFL, a governador tampão. OBS: Conseguiu: Angelin substituiu Jorge Teixeira.

1989 – O professor Luiz Santos, da Unir, critica a contratação de um grupo de técnicos da USP para fazer o planejamento urbano de Porto Velho.

1991 – Uma semana depois de empossado, o governador Osvaldo Piana começa a botar em dia o pagamento de atrasados dos servidores estaduais. 

1991 – 1) A greve dos ônibus impediu que muitos funcionários estaduais recebessem seus salários. 2) O Sinjur não concorda em desbloquear 1 bi, recursos para pagar salários dos trabalhadores da Justiça.

HOJE É

Dia Mundial da Água.

Católicos celebram Santa Lia, São Paulo de Narbonne, São Zacarias, 

BRASIL 

Em 1833 - Império do Brasil: a Revolta do Ano da Fumaça foi um conflito regencial que aconteceu em Ouro Preto. 

1941 – O Navio Taubaté é o 1º dos 35 navio brasileiro atacado por alemães, o que causou mais de 1 mil mortes.

MUNDO

1992 - Declaração Universal dos Direitos da Água (ONU). 

1935 — O 1º programa de TV no mundo é transmitido pela TV, em Berlim. 

1963 — Sai o 1º álbum dos Beatles, “Please Me”. 

FOTO DO DIA

UM PASSEIO NA HISTÓRIA

Ex- bancário do Basa, radioamador e (parodiando o historiador Francisco Matias), “a boa fonte quando se quer mergulhar na história do Território”, assim é um dos meus consultores quando busco informação para esta coluna.

Falo de Aldenir Courinos, sempre disposto a pesquisar, a escrever, tirar dúvidas e, se houver dúvida, esse nascido em Presidente Marques (Abunã), mais tarde liga com a informação. Disso tenho-me valido.

A história de família por aqui começa com o jovem cretense João Courinos, em busca de aventura deixou a ilha grega e se instalou, em 1908, num ramal em Presidente Marques, fornecendo dormentes para a Madeira-Mamoré.

Depois montou “um engenho de cana de açúcar e seus derivados, movido a tração animal” (https://tudorondonia.com/noticias/a-madeira-mamore-e-os-dormentes,113130.shtml). Morando há muitos anos em Porto Velho, o neto Aldenir Courinos (FOTO) não esquece suas raízes, plantadas pelo avô grego que veio ajudar construir a Madeira-Mamoré.

Postar um comentário

0 Comentários