Prêmios de Inovações na Gestão Escolar e Boas Práticas contemplam profissionais do ensino municipal

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Prêmios de Inovações na Gestão Escolar e Boas Práticas contemplam profissionais do ensino municipal

Ações estimulam a melhoria na gestão escolar e no desempenho dos professores

Porto Velho, RO -
 Para alcançar bons resultados em avaliações, que comprovam o aumento do índice de crianças alfabetizadas na idade certa na rede municipal de ensino, a Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed), tem implantado uma série de programas, como o Alfabetiza Porto Velho, e investido na contratação e na qualificação de servidores, melhorado as condições das escolas e também estimulado a melhoria na gestão escolar e no desempenho dos professores, com a criação de premiações.

"É um conjunto de ações e de programas que estamos desenvolvendo, que somados estão ajudando a alavancar os índices educacionais do município e, efetivamente, melhorando o ambiente escolar e facilitando o processo de ensino e aprendizagem. E a criação do Prêmio Inovações na Gestão Escolar e do Prêmio Boas Práticas se juntam a essas iniciativas, como forma de reconhecer os profissionais que se destacam na rede municipal de ensino", afirmou a secretária da Semed, Gláucia Negreiros.

Os dez projetos finalistas em cada premiação, são anunciados no Congresso Municipal de Educação, e contemplados com uma formação/visita técnica fora de Rondônia, para conhecer práticas exitosas no âmbito educacional e posteriormente compartilhar a experiência com a rede municipal de educação de Porto Velho.

Finalistas da 1ª edição do prêmio “Inovação na Gestão Escolar”

GESTÃO ESCOLAR

O Prêmio Inovações na Gestão Escolar foi instituído através da Portaria nº 314, de 22 de agosto de 2022, com o objetivo de valorizar, disseminar e premiar o trabalho das equipes gestoras da rede municipal de ensino de Porto Velho. Por meio de edital, o prêmio é homologado anualmente, tendo sido efetivadas duas edições nos anos de 2022 e 2023.

A finalidade é identificar as práticas de gestão escolar bem-sucedidas, que buscam inovar e contribuir para o melhoramento dos serviços prestados à comunidade escolar, além de disseminar as melhores iniciativas que foram identificadas como práticas de gestão bem-sucedidas e inovadoras dentro e fora da sala de aula.

Para garantir a validade e legitimidade das etapas do concurso, são instituídas, por meio de portarias, três comissões: Comissão Gestora, Comissão Organizadora e Comissão Avaliadora, responsáveis pela gestão, operacionalização e avaliação das etapas previstas no edital.

Os vencedores de 2023 visitaram uma escola em Maceió, no Alagoas

"É importante destacar que todas as práticas evidenciadas durante as visitas técnicas em outros estados, têm colaborado com a nossa rede municipal. Isso gera engajamento entre outras redes e o conhecimento de estratégias pedagógicas bem-sucedidas, que podem contribuir para as políticas educacionais em implementação", observou a secretária.

BOAS PRÁTICAS

Em 2019, através da portaria nº 222 de 16 de agosto, foi instituído o Prêmio Boas Práticas em 2019, tendo como objetivo reconhecer e valorizar as práticas pedagógicas dos professores das escolas da rede municipal de ensino. Por meio de edital, o Prêmio é homologado anualmente, com cinco edições já realizadas.

Para garantir a validade e legitimidade das etapas do concurso, são instituídas através de portarias três comissões: Comissão Gestora; Comissão Organizadora e Comissão Avaliadora, responsáveis pela gestão, operacionalização e avaliação das etapas previstas no edital. A avaliação acontece em três etapas distintas: Validação das Inscrições, Avaliação do Projeto e Apresentação do Projeto/Ação.

A avaliação técnica é composta de cinco critérios, cujo somatório resulta em nota numa escala de zero a dez, sendo: Relevância Educacional do Projeto/Ação, Caráter inovador, Alcance do maior número de estudantes, Possibilidade de multiplicação e Condições técnicas e financeiras.


Fonte: Prefeitura de Porto Velho

Postar um comentário

0 Comentários