Projeto de gestão e manejo alimentar do gado faz aumentar em mais de 100% a produção de leite

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Projeto de gestão e manejo alimentar do gado faz aumentar em mais de 100% a produção de leite

Pastagem bem manejada melhora o teor de proteína e possui maior volume de massa

Porto Velho, RO - Relatos de produtores que melhoraram a produção e até dobraram suas rendas com a produção de leite, depois de participarem de capacitações técnicas, demonstram a relevância da política publica para a pecuária leiteira do Governo de Rondônia, executada em todos os municípios do Estado pela Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater-RO). São diretrizes que atendem a agricultores familiares em diversas áreas, mas possui o projeto Consultec, considerado especial de consultoria técnica para a pecuária leiteira.

Proposto pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), o Projeto Consultec capacita técnicos e produtores, através de uma consultoria contratada com recursos do Fundo Proleite. Os técnicos participantes do projeto recebem capacitação especial, contam com o suporte da consultoria técnica contratada, e possuem a infraestrutura necessária para o acompanhamento dos produtores nas propriedades rurais. Cada técnico dispõe de um notebook, um tablete e um veículo para facilitar o atendimento aos produtores de leite.


A gestão da propriedade e o manejo do rebanho são essenciais à sustentabilidade e o sucesso da produção leiteira

Os resultados desse investimento, proporcionado pelo Governo de Rondônia, têm sido expressivos. No município de Cujubim, o extensionista Weverson Kinups Soares disse que, um dos agricultores que atende, aceitou participar do Projeto Consultec. “A produção chegava a 75 litros de leite por dia, no período das chuvas e apenas 25 litros na época da seca, com o uso das técnicas orientadas pelos extensionistas, viu sua produção diária aumentar para 198 litros de leite”.

Entre as orientações passadas pelo extensionista, está a implantação e manejo de pastejo rotacionado com capim do gênero Panicum maximum, suplementação alimentar com 2 quilogramas de milho e 100 gramas de sal mineral na dieta dos animais; isto feito com o mesmo número de vacas e na mesma área ocupada.

No município de Urupá, o agricultor José Bezerra Delgado, proprietário do sítio Boa Sorte na Linha C, agradeceu a oportunidade de participar do programa e melhorar a sua produção, que era de 70 litros de leite dia, e depois que passou a utilizar a tecnologia orientada pelo extensionista da Emater-RO, em um prazo de apenas 40 dias, subiu para 130 litros, sem precisar trocar ou aumentar o número de vacas, isto na mesma área. Segundo o produtor, após um ano de participação no projeto, está produzindo uma média de 200 litros de leite ao dia, mas já chegou a produzir até 350 litros.

O depoimento dos produtores demonstram a potencialidade da pecuária leiteira rondoniense e a assertividade do investimento do Governo, no programa de incentivo à produção leiteira. De acordo com o vice-presidente da Emater-RO, José de Arimatéia da Silva, “os resultados alcançados poderão ser ainda maiores, com o aperfeiçoamento da gestão da propriedade, das técnicas de manejo do rebanho e a introdução de novos métodos ao melhoramento genético dos animais, ou simplesmente alcançar maior eficiência reprodutiva através do manejo correto,” concluiu.

Postar um comentário

0 Comentários