Trump confirma favoritismo em Super Terça sem surpresas e ganha em 11 estados

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Trump confirma favoritismo em Super Terça sem surpresas e ganha em 11 estados

Segundo projeções da imprensa americana, as margens das vitórias do ex-presidente sobre a adversária são bastante confortáveis -no mínimo 26 pontos percentuais, caso de Massachusets e Colorado, e até 68 pontos em Oklahoma

Porto Velho, RO - O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump teve um desempenho sem grandes surpresas na Super Terça, dia no qual 15 estados votam nas primárias do Partido Republicano, e derrotou a rival Nikki Haley em 10 estados em que já foi possível estabelecer um vencedor: Vírginia, Carolina do Norte, Tennessee, Oklahoma, Maine, Alabama, Massachusets, Arkansas, Texas e Minnesota.

Segundo projeções da imprensa americana, as margens das vitórias do ex-presidente sobre a adversária são bastante confortáveis -no mínimo 26 pontos percentuais, caso de Massachusets e Colorado, e até 68 pontos em Oklahoma.

Uma pesquisa de boca de urna do Instituto Edison mostrou que imigração e a situação da economia são os dois principais temas de preocupação para eleitores na Virgínia e na Carolina do Norte, e a maioria dos republicanos nesses estados apoia a deportação de imigrantes em situação irregular. Trump tem feito ataques cada vez mais contundentes a imigrantes, e prometeu expulsá-los em níveis recordes se eleito.

Membros da campanha de Haley torciam por uma zebra na Virgínia, onde há mais eleitores de alta renda e escolaridade -duas características que tornam mais provável que um republicano apoie a ex-governadora em vez de Trump, mais forte entre eleitores menos escolarizados e de áreas rurais.

Ao longo da noite e madrugada, ainda serão divulgados os resultados de outros estados que realizam as primárias republicanas nesta terça-feira (5): Alasca, Arkansas, Califórnia, Colorado, Texas, Vermont e Utah.

Ao todo, estão em jogo 865 delegados, e Trump deve conquistar a grande maioria deles. Em entrevista à Fox News, ele disse que pretendia vencer em todos os estados em disputa nesta terça, e sua campanha afirmou que espera que ele consiga conquistar a nomeação matematicamente até, no máximo, o próximo dia 19.

Nesta terça, o ex-presidente deve chegar muito próximo de conquistar a nomeação, mas ainda não oficialmente -para isso, é preciso 1.215 delegados e, no melhor dos cenários, Trump só pode conseguir 1.164. A convenção nacional do partido acontece de 15 a 18 de julho, e a eleição, dia 5 de novembro.

Confirmadas as vitórias de Trump nesta terça, Nikki Haley, sua única concorrente restante na corrida republicana, já indicou que deve anunciar sua desistência.

O empresário acumula 273 delegados, obtidos com as vitórias em Iowa, New Hampshire, Nevada, Carolina do Sul, Ilhas Virgens, Wyoming, Idaho, Michigan, Missouri e Dakota do Norte. Haley tem apenas 43 -desses, 19 foram obtidos na sua única vitória até agora, em Washington (Distrito de Colúmbia), no último domingo. O restante veio do cálculo proporcional por ter ficado em segundo ou terceiro lugar em outras disputas.

Do lado democrata, Biden também deve vencer suas disputas com facilidade, como era esperado, conquistando todos os delegados -Marianne Williamson e Dean Phillips, os dois candidatos ainda disputando a nomeação do partido, não tiveram votos suficientes para pontuar.

O atual presidente já teve sua vitória confirmada nesta terça nos estados de Iowa, Virgínia, Vermont, Carolina do Norte, Tennessee, Oklahoma, Maine, Massachussets, Arkansas e Alabama.A

Fonte: Notícias ao Minuto

Postar um comentário

0 Comentários