Procurador-Geral de Justiça é condecorado com Medalha da Inconfidência Mineira

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Procurador-Geral de Justiça é condecorado com Medalha da Inconfidência Mineira

PGJ recebendo a Medalha da Inconfidência Mineira

Porto Velho, RO - O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, recebeu neste domingo (21/4), dia de Tiradentes, a Medalha da Inconfidência Mineira, em cerimônia realizada no Centro de Artes e Convenções da Ufop, na cidade histórica de Ouro Preto, MG, pra onde foi transferido simbolicamente o governo do Estado.

A cerimônia teve início com um ato cívico na Praça Tiradentes, no centro da cidade historica, com honra militar com a presença dos Dragões da Inconfidência, o hasteamento da bandeira, a colocação de flores no monumento ao mártir da Inconfidência Mineira e a salva de 21 tiros.

O Procurador-Geral de Justiça recebeu a homenagem das mãos do Governador de MG, Romeu Zema, juntamente com os demais agraciados. O PGJ falou da honra e da emoção de estar ali, em nome de todos os servidores e membros do Ministério Público de Rondônia. “É com imensa alegria que agradeço esta homenagem, que levarei para Rondônia com muito orgulho e que ocupará um lugar de destaque na nossa instituição, para ser sempre lembrada”, disse.



A Medalha da Inconfidência é a mais alta comenda concedida pelo governo de Minas Gerais, atribuída a personalidades que se distinguem pela notoriedade de seu saber, cultura e relevantes serviços prestados à coletividade. A medalha foi criada em 1952 pelo então governador Juscelino Kubitschek e, tradicionalmente é entregue no feriado de 21 de abril.



Ao todo 170 (cento e setenta) personalidades de todo o Brasil foram condecoradas na cerimônia com 40 Grandes Medalhas, 58 Medalhas de Honra e 72 Medalhas da Inconfidência. Dentre os agraciados estava o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, que recebeu o Grande Colar.

Homenagem à heroína da Inconfidência

No evento deste ano foi prestada reverência especial a Bárbara Heliodora, uma poetisa, mineradora e ativista política brasileira. A iniciativa é uma reparação histórica em reconhecimento ao seu papel no movimento da inconfidência mineira. Durante as celebrações, seus restos mortais foram transferidos de São Gonçalo do Sapucaí para um túmulo no Panteão dos inconfidentes, em Ouro Preto, local que abriga outros heróis da Inconfidência, incluindo Tiradentes e Alvarenga Peixoto, que era casado com Bárbara Heliodora.

Fonte: MP/RO

Postar um comentário

0 Comentários