Homem flagrado nu com a filha de 8 anos na cama confessa abuso sexual

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

Homem flagrado nu com a filha de 8 anos na cama confessa abuso sexual

 

Homem de 30 anos foi preso após ser filmado abusando sexualmente da filha de 8 anos em Barueri, na Grande São Paulo

Porto Velho, RO - O homem de 30 anos que foi preso em flagrante após ser filmado nu com a filha de 8 anos na cama, em Barueri, na Grande São Paulo, confessou à polícia ter abusado sexualmente da criança.

Segundo o boletim de ocorrência, obtido pelo Metrópoles, o caso ocorreu no dia 25 de abril, na casa onde ele morava com a menina, com sua companheira, e com a filha dela, que registrou o flagrante do abuso em vídeo.

Nas imagens, é possível constatar que a mulher já desconfiava que seu padrasto estava abusando da própria filha. Ela entrou no quarto com o celular em punho e conseguiu fazer o flagrante do abuso.

O ambiente estava com a luz apagada. Ao acendê-la, ela presenciou o rapaz fazendo movimentos por baixo do cobertor deitada com a menina. Ao retirar a coberta, ela viu que ambos estavam nus da cintura para baixo.

Abalada e chorando, a mulher mandou a criança se vestir. “Papai não pode fazer isso com você. Levanta, neném. Põe a roupa”. O homem colocou a calça, passou perfume e ameaçou a mulher que filmava a situação. “Não filma a minha cara, não. Se filmar, eu te mato”.

Na sequência, ela acionou a Polícia Militar, para quem mostrou a gravação em vídeo feita no quarto. Antes da chegada dos PMs, o abusador foi agredido com chutes e socos pelos vizinhos e ficou ferido no rosto.

Ao ser interrogado na delegacia, o homem “manifestou o interesse em falar e confessou a prática dos atos
libidinosos”, segundo o boletim de ocorrência. A polícia solicitou a prisão preventiva dele.

“Submetida a escuta especializada por profissional devidamente habilitado para o ato, a vítima confirmou os abusos
noticiados, conforme relatório técnico anexado com sigilo a este boletim de ocorrência”, diz o registro policial.

Fonte: Metropoles

Postar um comentário

0 Comentários