Ministério da Justiça suspende 180 empresas de telemarketing


A medida foi aplicada a 180 associações, bancos, call centers e telecoms por prática abusiva relacionadas a ligações indesejadas

PORTO VELHO, RO - O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) suspendeu, a partir desta segunda-feira (18/7), as atividades de 180 empresas de telemarketing por publicidade abusiva. A ação visou companhias que oferecem produtos e serviços por meio de ligações sem autorização dos consumidores. De acordo com o órgão, as abordagens são feitas, em sua maioria, com dados obtidos de maneira ilegal.

A medida foi aplicada a associações, bancos, call centers e empresas de telecomunicações, segmentos que lideram o ranking de reclamações no consumidor.gov.br, plataforma do governo destinada ao recebimento de denúncias.

As empresas que descumprirem a determinação estão sujeitas a multa diária de R$ 1 mil, podendo chegar a R$ 13 milhões, caso sejam condenadas nos processos instaurados pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e Procons dos estados.

Confira as empresas acionadas:


A ação foi coordenada pelo MJSP, por intermédio da Senacon e teve o apoio dos Procons de todo o país. No Twitter, o ministro da Justiça, Anderson Torres, comentou a decisão:

Nos últimos três anos, o governo registrou 14,5 mil reclamações por ligações indesejadas. Em um dos casos apurados, um idoso afirmou ter recebido mais de 3 mil chamadas de telemarketing nos cinco aparelhos de telefone que possuía.

A Senacon anunciou ainda a abertura de um canal de comunicação para denunciar as empresas que continuarem a oferecer serviços por ligação mesmo após a proibição.


Fonte: Metrópoles
Ministério da Justiça suspende 180 empresas de telemarketing Ministério da Justiça suspende 180 empresas de telemarketing Reviewed by REDAÇÃO on julho 18, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.