O dia 26 fevereiro na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
SEMPRE NO AR

O dia 26 fevereiro na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

 


O DIA NA HISTÓRIA
26.2.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA

1922 – Na Intendência (Câmara) Municipal, foi instalada de forma definitiva a Comarca de Porto Velho, em ato solene, empossado o juiz de direito José Amaro Pereira.

1948 – O governador Frederico Trotta anuncia a implantação de postos de saúde em 20 localidades do Território, a maioria sob responsabilidade de um guarda sanitário.

1954 – Portaria do diretor de Segurança e Guarda Joaquim Cesário da Silva proíbe, em Porto Velho e Guajará-Mirim, no carnaval, o uso de máscaras e fantasias “atentatórias à moral e aos bons costumes”.

1956 – O governador José Ribamar de Miranda, designa o oficial da Guarda Territorial Esron Menezes a coordenar a destocagem da região do Belmont, para construção de um aeroporto (atual Governador Jorge Teixeira).

26 – 1988 – A falta de polinização manual nas sementes híbridas de cacau, a serem distribuídas ao produtor rural, ameaça a lavoura cacaueira de Rondônia.

1989 – Alegando que o secretário de Educação de Ariquemes, Abel Soares, é seu superior na maçonaria, o presidente da Câmara, vereador José Tenório, desdiz as críticas feitas por ele mesmo sobre a situação da educação municipal.

HOJE É

Dia do Comediante. 
Católicos celebram São Faustiniano, Santo Alexandre do Egito, 

BRASIL

1860 – Emmanuel Liais descobre o primeiro cometa no Brasil, batizado “Olinda”. 

1920 – Nasce José Mauro de Vasconcelos (+ 1984), escritor, livro mais famoso “Meu pé de laranja lima”. 

2020 — A pandemia de COVID-19 é confirmada no Brasil, a partir de uma pessoa vinda da Itália e testou positivo em São Paulo. 

MUNDO

1616 — Galileu Galilei (1564/1642) é banido pela Igreja Católica acusado de ensinar que a Terra orbita o Sol. 

1802 – Nasce Victor Hugo (+ 1885) escritor, autor de “Os Miseráveis”, “O Corcunda de Notre Dame” e outros.

FOTO DO DIA
O “NÃO” DE BARTOLO A TEIXEIRA

Walter Bartolo é uma figura da nossa própria história soldado do EB – em 1945 estava no acampamento de onde o tenente EB Fernando saiu e desapareceu, funcionário público, levou para o Guaporé os búfalos trazidos da ilha de Marajó, boêmio, fiel da Irmandade do Divino, 1º prefeito de Ji-Paraná.

Primeiro suplente do PDS em 1982, Bartolo, amigo pessoal de Teixeira, assumiu quando o deputado Walderedo Paiva tornou-se secretário de Estado, retornou na votação final da Carta e saiu. 

Logo depois Bartolo retornou e seu voto decidiu a eleição de Amizael Silva como presidente do Poder. À época comentou-se que seu adversário Amir Lando tinha apoio do governador Jorge Teixeira, por interferência do presidente do TJ Fouad Darwich, em cujo escritório Amir advogava.

Candidato a presidente Amir fez duras críticas a Teixeira. Bartolo telefonou ao governador dizendo que mudou seu voto, por que não admitia que se acusasse assim um amigo dele.
A disputa estava em 12x12. Bartolo votou em Amizael, que derrotara Amir na escolha do relator da 1ª Constituinte.
Amizael marcou 2x0 e tornou-se o 2º presidente do Legislativo Estadual.

Postar um comentário

0 Comentários