Novo Ministro da Fazenda investe R$ 180 mil em renda fixa

 

Novo Ministro da Fazenda tem mestrado em economia pela USP e é crítico do Bitcoin

Porto Velho, RO - Na última sexta-feira (9), o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva anunciou cinco nomes que irão integrar ministérios do novo governo a partir de janeiro.

Fernando Haddad foi anunciado Ministro da Fazenda, conforme esperado pelo mercado. Haddad e Lula têm parceria de longa data: em 2003, Haddad atuou como assessor especial do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, no primeiro mandato de Lula.

Mais recentemente, Haddad foi candidato a presidente, em 2018, e a governador pelo estado de São Paulo, neste ano. Por isso, declarou seus bens ao TSE nas duas ocasiões, o que permite conhecer os bens declarados do novo ministro e sua evolução nos últimos quatro anos.
Como investe o novo Ministro da Fazenda?

De acordo com os dados informados ao TSE, como investidor Haddad se encaixa no perfil conservador, com a maior fatia de seu patrimônio em imóveis e fundos de renda fixa.

Em 2018, Haddad declarou dois imóveis no valor total de R$ 273 mil, além de R$ 140 mil em cotas de sociedade de uma empresa e aproximadamente R$ 15 mil em conta corrente.

Já em 2022, além dos bens mencionados acima, saiu o valor em conta corrente e entraram dois investimentos em fundos de renda fixa que somados ficam em R$ 181 mil.
Tabela Fipe e Bitcoin

Fernando Haddad é bacharel em direito, mestre em economia e doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo, onde também atuou como professor. O futuro Ministro da Fazenda também foi consultor de uma grande instituição bancária e da Fundação de Pesquisas Econômicas (Fipe). Na Fipe, foi responsável pela criação da Tabela Fipe, referência para calcular preço de seguro de automóveis e IPVA.

Em rede social, Haddad já criticou a adoção do bitcoin como moeda. Em 2021, El Salvador adotou o Bitcoin como moeda oficial. Para Haddad, essa medida tiraria a soberania dos países sobre a sua moeda nacional.

Economia deixa de ser “superministério”

De acordo com comunicado do PT, Haddad comandará o novo Ministério da Fazenda. A pasta será fruto do desmembramento do atual Ministério da Economia, que também dará origem aos ministérios de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e de Planejamento, Orçamento e Gestão.

Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu